O que é DeFi e por que você deve conhecê-lo?

Agora, o Ether capitaliza cerca de US$ 380 bilhões, segundo dados do CoinMarketCap, ficando atrás apenas do Bitcoin, cujo valor de mercado está mais de US$ 1 trilhão. Para entender e analisar melhor as variações de ETH, é preciso ter conhecimento sobre a DeFi (finança descentralizada), porque muitos projetos DeFi usam a rede do Ethereum e o desenvolvimento dele, certamente impulsiona o crescimento de Ethereum.

Desde 2019, a DeFi tem chamado atenção de cada mais investidores de blockchain, sendo reconhecido como uma nova revolução financeira. Leia o artigo para conhecer DeFi melhor e achar novas oportunidade de investimento.

O que é DeFi?

DeFi é uma forma de finança baseada em blockchain que não depende de intermediários financeiros centrais, como corretoras ou bancos para oferecer instrumentos financeiros tradicionais e, em vez disso, utiliza contratos inteligentes em blockchains, o mais comum sendo Ethereum. 

Em outubro de 2020, mais de $ 11 bilhões (no valor em criptomoeda) foram depositados em vários protocolos financeiros descentralizados, o que representou um crescimento mais de dez vezes durante 2020. Em janeiro de 2021, aproximadamente $ 20,5 bilhões foram investidos no DeFi. 

Como DeFi funciona: DApp

DeFi gira em torno de aplicativos conhecidos como DApps (aplicativos descentralizados) que executam funções financeiras em blockchains. As transações são feitas diretamente entre os participantes por programas de contrato inteligente. 

Os DApps são normalmente acessados por meio de navegador ou aplicativo habilitado para Web3, como o MetaMask, que permite aos usuários interagir diretamente com o blockchain Ethereum por meio de um site. Muitos desses DApps podem se conectar e trabalhar juntos para criar serviços financeiros complexos. Por exemplo, os detentores de moeda estável podem comprometer ativos para um pool de liquidez em um protocolo de liquidez como Aave. Outros podem tomar emprestado desse pool, contribuindo com garantias adicionais, normalmente mais do que o valor do empréstimo. O protocolo ajusta automaticamente as taxas de juros com base na demanda de momento a momento pelo ativo.

Um outro exemplo de protocolo DeFi é o Uniswap, que é descentralizado e baseado no blockchain Ethereum. Ele permite a negociação de centenas de tokens digitais diferentes que são emitidos no blockchain Ethereum. Em vez de depender de market makers centralizados para atender aos pedidos, o algoritmo do Uniswap incentiva os usuários a formar pools de liquidez para os tokens, emitindo taxas de negociação para aqueles que fornecem liquidez. Uma equipe de desenvolvimento escreve software para implantação no Uniswap, mas a plataforma é governada por seus usuários. 

Projetos DeFi que você deve conhecer

Além de Aave e Uniswap, você deve conhecer Compund e Pancake também, porque são projetos amplamente considerados promissores. 

Pancakeswap

PancakeSwap é uma exchange descentralizada feita na Binance Smart Chain que não requer KYC. O projeto recebeu fundos da Binance como parte do programa de aceleração DeFi da empresa na Binance Smart Chain.

Em essência, PancakeSwap é um clone do UniSwap, mas também vem com alguns novos recursos.

Compound

Compound é um protocolo de empréstimo DeFi que permite os usuários a ganhar juros sobre suas criptomoedas, depositando-as em um dos vários pools suportados pela plataforma.

Desde o lançamento da rede principal Compound em setembro de 2018, a plataforma disparou em popularidade e recentemente ultrapassou mais de US $ 800 milhões em valor total bloqueado.

A boa notícia é: a NovaDAX terá uma Listing Week em breve para listar 6 DeFi tokens populares. Será que o AAVE, UNI, CAKE e COMP serão todos listados? Fique atento para não perder as campanhas e melhores oportunidades de investir!

Compartilhar

Leave Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *