ICO: o que é e como funciona? Entenda!

Até os investidores iniciantes podem já ter esbarrado no termo “ICO”, porém, sem saber o que significa ou como funciona. Se você quer se aprofundar no mercado de investimentos, é fundamental entender mais sobre o assunto.

Isso porque este tópico é cada vez mais importante, gerando grande debate nos sites e nos fóruns especializados em moedas digitais. Caso ainda não compreenda o que é ICO criptomoedas, dê uma olhada neste artigo que a NovaDAX preparou para você!

O que é ICO?

Em português, a sigla “ICO” (Initial Coin Offering) significa “oferta inicial da moeda”. Porém, o conceito não representa apenas isso, tendo como principal objetivo ser uma opção simples, barata e inovadora para arrecadar fundos e incentivar a criação de novos negócios. Esse processo é muito utilizado para conseguir o orçamento necessário para realizar o desenvolvimento de um novo projeto de criptomoedas.

Portanto, a ICO criptomoeda é uma ótima alternativa ao crowdfunding — plataforma de financiamento coletivo que permite reunir fundos, tecnologias e equipe. Dessa forma, as empresas conseguem capital feito especialmente para as transações envolvendo criptomoedas, como o Bitcoin e o Ethereum.

A primeira ICO aconteceu em 2013, quando a Mastercoin angariou milhares de dólares para a criação de uma exchange de Bitcoins. A partir de então, tornou-se uma prática comum para o desenvolvimento de novos tokens. Um bom exemplo de ICO que deu certo foi o Ether, uma criptomoeda que cresce cada vez mais e pode ser utilizada na plataforma Ethereum.

Como a ICO funciona?

O funcionamento é mais simples que parece. Ao processo ser aberto, são oferecidos alguns tokens de uma criptomoeda nova aos investidores, que, em troca, devem ser enviadas aos desenvolvedores de Bitcoin ou Ethereum.

Caso os projetos de criptomoedas funcionem e consigam entrar no mercado financeiro, quem obteve os tokens possui, de antemão, ações para essa moeda digital e pode receber o valor equivalente ou seguir investindo.

Como não se trata de algo centralizado por um Banco Central, como no caso da compra e da venda de títulos, é preciso estar atento aos fóruns de ICO de criptomoedas para encontrá-la. Assim, é possível ter informações de primeira e contato direto com os responsáveis pelo projeto.

Diferença entre ICO e IPO

O conceito é parecido com a IPO (Initial Public Offering), uma vez que este também tem como objetivo permitir que empresários recolham fundos. Porém, é importante não confundir os dois termos. A principal diferença é que, enquanto a IPO usa apenas dinheiro físico, a ICO utiliza moedas digitais.

Com a IPO (Oferta Pública Inicial), as ações de uma companhia são vendidas pela primeira vez abertamente na bolsa de valores. As ofertas são centralizadas em corretoras ou distribuidoras.

Já no caso da ICO (Oferta Inicial de Moedas), um empreendimento novo ou algum projeto de criptomoeda utiliza um meio não regulamentado para levantar fundos por meio de uma captação pública de recursos. Isso é feito para que qualquer indivíduo no mundo possa investir no projeto.

Principais vantagens da ICO

Para começar, a ICO possibilita que fundos sejam arrecadados sem tanta burocracia, como pode acontecer nos meios mais tradicionais de captação de recursos.

Também é uma forma de valorizar as criptomoedas, como o Bitcoin, por exemplo. Isso porque os investidores e os projetos em busca de recursos podem utilizar as moedas digitais para efetuar as transações.

Leia também: saiba como funciona o Pancakeswap

Após saber mais sobre o que é ICO, é possível entender as vantagens e a importância disso no mercado financeiro. Interessou-se pelo assunto e deseja saber mais sobre o segmento das moedas digitais? Então, confira nosso outro artigo sobre como funciona o Pancakeswap!

Compartilhar

Leave Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *